Maio Amarelo: SETCESP apoia ações para segurança no trânsito
Compartilhe:

Com uma campanha totalmente digital, o movimento deste ano traz o slogan: “Perceba o risco. Proteja a vida”

A cada ano, os acidentes de trânsito causam a morte de mais de 1,35 milhão de pessoas em todo o mundo, além de deixar 50 milhões de feridos, de acordo com dados divulgados ano passado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Os acidentes nas estradas são a principal causa de morte entre crianças e jovens com idade entre 5 e 29 anos.

No Brasil, as mortes no trânsito são a décima principal causa de mortalidade, com 40.721 vítimas em 2019, segundo relatório anual da Líder, administradora do seguro DPVAT. 

Na tentativa de transformar esta triste realidade é que em 2014 foi criado o movimento Maio Amarelo, a fim de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos por essa causa. 

A campanha está em sua sétima edição e concentra as ações do poder público e da iniciativa privada para conscientização sobre o assunto. Este ano está sendo realizada pela equipe do OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária em conjunto com o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

Atualmente, são 27 países apoiando a campanha e mais 14.725 empresas em 423 cidades diferentes.

“Esse mês deveria ser de grande reflexão no mundo inteiro sobre a segurança no trânsito, infelizmente, a imprudência ao volante têm trazido um prejuízo enorme a vida e um impacto gigantesco a saúde das pessoas”, destaca Tayguara Helou, presidente do Conselho Superior e de Administração do SETCESP.

Ele lembra que mesmo que estejamos vivendo um momento crítico com a disseminação do coronavírus, convivemos com uma outra pandemia; a de óbitos no trânsito, e que esse fato precisa de atenção: “precisamos defender os melhores hábitos de segurança no trânsito, sem desculpa, e sem deixarmos para depois”.

Para Ana Carolina Jarrouge, presidente executiva do SETCESP, falar em prevenção de acidentes deve ser pauta obrigatória no TRC e também nas entidades de classe. “Cabe a toda entidade do setor estimular, conscientizar e coordenar ações e campanhas junto aos seus associados, para que todos respeitem as normas de segurança de trânsito, que são de interesse público para garantia e preservação da vida”, comenta.

Historicamente, entre as causas mais comuns de acidentes com morte estão a desatenção do motorista, excesso de velocidade, ingestão de álcool, desobediência à sinalização e ultrapassagens indevidas, conforme informações da Polícia Rodoviária Federal.

Cerca de 90% das colisões fatais são causadas por erro humano.

A respeito dos acidentes, o idealizador do Maio Amarelo, José Aurélio Ramalho, diretor-presidente do OBSERVATÓRIO defende que o condutor tenha a percepção de risco, de velocidade, de que dirigir e enviar mensagem no celular pode matar. 

“Quando o cidadão entende que, usar o cinto pode salvar a vida dele, ele passa a usá-lo sem esquecer nos mais curtos deslocamentos. E assim é com o celular, com a manutenção preventiva, com o respeito a velocidade máxima permitida, etc. E foi pensando em ampliar esse conceito junto à sociedade que nasceu o tema de 2020: Perceba o risco. Proteja a vida”, incentiva José Aurélio.

A campanha de 2020 do Maio Amarelo está acontecendo de forma totalmente digital por conta da pandemia do novo coronavírus.

Seja pelos sites, pelas redes sociais ou ainda pelos aplicativos de mensagens instantâneas, o Maio Amarelo vai levar a mensagem de um trânsito seguro mesmo sem o encontro de pessoas.

Apoiando esta iniciativa, você que acompanha as redes sociais do SETCESP já deve ter percebido a inserção do símbolo da campanha em nossa foto de perfil. 

A entidade durante todo esse mês de maio fará posts especiais nas mídias do Facebook e Instagram sobre o Maio Amarelo e você também pode compartilhar esses conteúdos para ampliar o alcance da mensagem PERCEBA O RISCO. PROTEJA A VIDA.

“Estamos todos unidos por trânsito mais seguro”, finaliza Tayguara.


voltar