Governo de SP recebe projetos para criação de nova rodovia com destino ao Porto de Santos
Compartilhe:

De acordo com o estado, duas empresas que apresentaram propostas em Manifestação de Interesse Público foram credenciadas e terão 120 dias para apresentarem plano de corredor multimodal.

O Governo do Estado informou na última sexta-feira (23) que escolheu, por meio de Manifestação de Interesse Público (MIP), dois projetos que podem ser viáveis para a construção da Linha Verde — uma nova rodovia que ligará a Capital ao Porto de Santos, no litoral de São Paulo.

A partir de agora, de acordo com o estado, as empresas que apresentaram as propostas vencedoras terão 120 dias para se aprofundarem nos estudos, que serão analisados na etapa seguinte. Conforme divulgado pela Secretaria de Logística e Transporte (SLT) de São Paulo, os resultados da MIP, aberta em março deste ano, foram publicados no Diário Oficial de terça-feira (20).

De acordo com a pasta, o novo corredor multimodal no eixo Planalto/Baixada pretende ser uma alternativa inteligente, sustentável e moderna para o escoamento de toda a produção nacional. “Investir em novas tecnologias é a solução para melhorar a infraestrutura do nosso país, e dar mais agilidade ao escoamento da produção nacional sem impactar no meio ambiente e no custo dos transportes”, afirmou o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, por meio de nota divulgada pelo Governo de São Paulo.

Ainda segundo a Secretaria de Logística e Transporte, o plano é que esse corredor logístico faça a conexão do Rodoanel à Margem Esquerda do Porto e à Rodovia Cônego Domênico Rangoni. Além disso, há a possibilidade de se criar um novo acesso ao litoral paulista, com o objetivo de melhorar o fluxo do Sistema Anchieta-Imigrantes e permitir viagens mais rápidas e seguras.

O Governo do Estado afirma que espera que a nova rodovia permita, ainda, a sustentabilidade ambiental, com a compensação de emissões de gás carbônico decorrentes da operação, veículos com energia limpa, iluminação com energia solar, sistema de monitoramento inteligente e integração com o Centro de Controle.

Outros benefícios, como redução no tempo de abastecimento dos caminhões, redução no custo de frete e possibilidade de conexão com ferrovias que abastecem o estado também são esperados.

Nova matriz logística de São Paulo

De acordo com o governo estadual, a Linha Verde faz parte de um grande projeto da SLT para criar uma nova matriz logística no estado. O secretário estadual de Logística e Transportes explica que já foram criadas as condições para esta remodelação, e que a pasta está investindo mais de R$ 4 bilhões nas rodovias, na hidrovia e na concessão de aeroportos. “Soma-se a isso o projeto da Linha Verde, que vai alavancar a economia, já que boa parte do PIB nacional passa pelo Porto de Santos”, afirmou por meio de nota.


voltar