Direção com os olhos no futuro
Compartilhe:

SEST SENAT capacita motoristas no Programa de Aperfeiçoamento para Eficiência Energética; treinamentos garantem redução no consumo de combustível e na emissão de poluentes

O diesel é o principal insumo do transporte rodoviário: responde por cerca de 40% do custo operacional do transporte. E seu preço tem pressionado os transportadores. Quase 80% dos entrevistados pela Sondagem Expectativas Econômicas do Transportador, da CNT, disseram ter percebido aumento dos valores dos combustíveis.

Por isso, medidas que ajudam a diminuir essas despesas podem contribuir – e muito – com os transportadores. Nas empresas, o treinamento de motoristas pode gerar cerca de 12% de economia de diesel, conforme dados de outro estudo da Confederação, a Sondagem de Eficiência Energética no Transporte Rodoviário de Cargas.

Atento a isso, o SEST SENAT passou a desenvolver o Programa de Aperfeiçoamento para Eficiência Energética. O programa é composto de 3 cursos presenciais: Motorista de Transporte de Cargas SmartDriver, com 12 horas de duração; Motorista de Transporte de Passageiros SmartDriver, com 12 horas de duração; e Inclusão Digital, com 4 horas de duração; e o curso a distância Gestão de Combustível – Fuel Management, com 8 horas de duração. Além da redução de custos com o gasto de combustível, os treinamentos diminuem a emissão de poluentes e contribuem para reduzir a pegada ambiental do transporte.

O programa é resultado de um acordo internacional de cooperação técnica firmado pelo SEST SENAT e pela CNT com o NRCan (Ministério dos Recursos Naturais do Canadá) e com o ICCT (Conselho Internacional de Transporte Limpo), em 2016. Os profissionais capacitados recebem uma certificação internacional do programa canadense FleetSmart.

“Os veículos precisam de um alto rendimento, e o motorista tem um papel fundamental a desempenhar na forma como esse equipamento é operado. Se o motorista não dirigir corretamente, o proprietário da frota não receberá os benefícios do desempenho pelo qual ele pagou. Por isso, o foco é nos motoristas. A forma de direção deles pode gerar menos emissões, economia de combustível e uma maior segurança no trajeto”, afirma o gerente sênior do programa FleetSmart do NRCan, Gary Murray.

A diretora-executiva nacional do SEST SENAT, Nicole Goulart, destaca que o programa está dentro do escopo e da atuação da instituição em oferecer cursos que ensinem as práticas mais adequadas aos motoristas para garantir redução de custos e maior desempenho para as empresas e para os transportadores autônomos. “Nosso objetivo com os cursos é aumentar a produtividade, reduzir custos operacionais e os impactos ambientais da atividade transportadora.”

Os cursos têm metodologia inovadora, com aulas dinâmicas e interativas, uso de recursos tecnológicos, como o simulador de direção, e uso de aplicativo.

Clique aqui e saiba mais.


voltar