Atue nas contingências externas
Compartilhe:

Em nossos estudos de antropologia empresarial e nas consultorias que prestamos às empresas, sempre chamamos a atenção para a importância de se atuar nas condições externas, no ambiente, na estrutura, para que as coisas possam acontecer, isto é, a forma condiciona o conteúdo; é o hábito que faz o monge (no sentido sociológico) assim como são a farda, as estrelas e as medalhas que fazem o general.

Um monge ou sacerdote trajado com bermudas e camiseta regata dificilmente será reconhecido como monge, assim como um general a paisana não será reconhecido como um militar de alta patente.

É nesse sentido que dizemos que a forma, o ambiente, o continente é tão importante quanto o conteúdo.

A importância de compreendermos isso é que muitas vezes não atingimos nossos objetivos e metas, tanto pessoais quanto profissionais ou empresariais, porque não atuamos nas condições externas para que as coisas que queremos que aconteçam possam de fato acontecer.

A baixa produtividade de uma empresa pode estar ligada à má iluminação; salas de vendas muito confortáveis desestimulam os vendedores a sair para o mercado; a falta de civilidade no ambiente de trabalho; a ausência de uniformes, fardamentos ou dress code (código de vestir) podem gerar desconforto entre colaboradores, assim como a pouca ventilação pode ocasionar um sensível aumento de rotatividade de pessoas, como demonstram as pesquisas.

Em nível pessoal, a falta de um local adequado para estudar poderá fazer com que os filhos ou mesmo estudantes adultos tenham desempenho abaixo da média; a falta de gentileza, polidez e educação entre cônjuges é apontada como um grande fator para o fim de relacionamentos.

Atuar nas condições externas é, portanto, fundamental para que as coisas aconteçam.

Pense nisso. Sucesso!


voltar