+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
Presidente da CNT participa de reunião no Ministério da Infraestrutura
Data – hora / Fonte

O presidente da CNT, Vander Costa, participou nessa quinta-feira (11) de reunião no Ministério da Infraestrutura que discutiu projetos de transporte para Minas Gerais. Estavam presentes no encontro o ministro Tarcísio Gomes de Freitas, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, parte da bancada mineira no Congresso Nacional, os prefeitos de Belo Horizonte e Contagem, Alexandre Kalil e Alex de Freitas, respectivamente, e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Agostinho Patrus.

Um dos principais assuntos debatidos foi a implantação da Linha 2 do Metrô de Belo Horizonte, que liga a região do Barreiro à estação Calafate. O trecho tem 10,5 quilômetros de extensão e necessita de recursos da ordem de R$ 860 milhões para a sua conclusão.

Segundo o ministro da Infraestrutura, os investimentos para a obra dependem dos processos de prorrogações ferroviárias em andamento no estado, que devem possibilitar investimentos de mais de R$ 3 bilhões. De acordo com ele, as prorrogações das concessões são uma oportunidade de resolver a questão da malha ferroviária e capturar outorga para reinvestir no modal. “Vamos pegar esses recursos e investimentos e vamos aplicar no setor. Com isso, vamos ampliar a matriz ferroviária, ter excesso de oferta e reduzir o custo do frete”, disse.

Na ocasião, o ministro destacou que o governo já realizou o estudo de 16 projetos na área de ferrovias, que foram hierarquizados, sendo a FICO (Ferrovia de Integração Centro-Oeste) o projeto mais importante do país no segmento, conectando-se à Ferrovia Norte-Sul (FNS).

“Entendemos a importância da aplicação de grande parte dos recursos que serão levantados com as prorrogações na Fico, que vai permitir uma integração ferroviária no Brasil. Por outro lado, o anúncio de que parte desses investimentos poderá ser implantado em Minas Gerais, um estado que tem o terceiro maior PIB do Brasil, abre um caminho importante para o desenvolvimento do país e a completa recuperação econômica”, destacou o presidente da CNT, Vander Costa.


voltar