Tendência que já é realidade: Logística 4.0
Compartilhe:

Novo ciclo industrial usa a tecnologia como a maior aliada do crescimento organizacional

Em mais um passo de sua evolução, a indústria chegou a ‘Era 4.0’. As mudanças promovidas pela transformação digital impactaram diretamente os modelos de negócios, e fizeram atingir essa nova fase, que mistura novas tecnologias como drones, Big Data, Internet das Coisas (IOT) e realidade aumentada com as boas práticas de gestão.

Na Revolução Industrial, na Inglaterra do século XVIII, teve início a mecanização dos processos industriais. Naquela época, era utilizada uma grande quantidade de máquinas e equipamentos a vapor, o que garantiu uma rápida expansão dos negócios e da produção de bens de consumo.

Com o aperfeiçoamento de algumas técnicas de manufatura, surgiu a indústria 2.0 no século XIX. Já no século seguinte com a implantação de linhas de produção e a incorporação de computadores, foi possível a concepção da indústria 3.0 utilizando softwares e outros dispositivos digitais.

Agora, na indústria 4.0, entra em ação a total automatização das atividades nas fábricas e nos empreendimentos por meio de sistemas que utilizam inteligência artificial.

E por consequência, junto a essa nova etapa veio a reestruturação dos processos e atividades logísticas, a qual passou a ser apresentada por um modelo de negócio sob forma de uma cadeia com mais previsibilidade nas demandas, melhor nivelamento de estoques, análises preventivas de manutenção de frota e custos reduzidos ao longo dos processos.  

De maneira geral, a Logística 4.0 pode ser definida como uma evolução da logística tradicional e tem como premissa básica a necessidade da utilização de tecnologias para conseguir aumentar sua cadeia produtiva.

Diante deste novo contexto, o setor de transportes rodoviário tem evoluído junto e repensado também na forma como executar e otimizar processos. Sua logística passa aqui a ser o ponto de atenção e sincronização das atividades. As empresas precisam se adaptar à realidade brasileira e, ao mesmo tempo, acompanhar as evoluções mundiais para se manterem competitivas e atenderem seus mercados com excelência.

Mesmo porque, se a indústria já está produzindo de forma 4.0 precisa contar com o apoio de uma transportadora nos mesmos padrões, para garantir o escoamento da produção e a eficiência da entrega.

Entre as características mais marcantes da logística 4.0 estão eliminar estoques e diminuir tempo de espera para a entrega dos produtos (em inglês – lead time), integrar o fluxo de trabalho dos fornecedores e contemplar todo o processo de abastecimento.

As novas técnicas de logística preveem a utilização de maior controle e acompanhamento minucioso das atividades para evitar erros e agregar valor aos produtos.

Nesse caminho os novos conceitos logísticos vão alterando a forma como os serviços são executados e cobrados, além disso, o novo modelo proporciona informações sobre as entrega em tempo real, disponibilizadas de forma interativa e acessível, visão integrada da cadeia de suprimentos, prazo curto de entrega e centros de distribuição inteligentes.

As novas soluções trazem uma grande alavanca para o crescimento da eficácia operacional das empresas, contribuindo para o aumento da satisfação dos clientes e redução de vendas perdidas. Ou seja, a integração de tecnologias de ponta e novos modelos de operação já são inevitáveis para a competitividade das empresas. Por isso, a necessidade do TRC se adequar à nova Era. E o mercado já vem apresentando os próximos avanços, como, por exemplo, a utilização da impressora 3D, uso de drones para entregas e veículos autônomos.

Também nos dias de hoje, os clientes exigem estar sempre informados sobre a disponibilidade dos produtos.  Por isso, outro ponto que merece destaque na adoção de uma postura 4.0 é pensar na cadeia de suprimentos de maneira ampla e completa.

Um cenário ideal no qual: os dados se cruzam com mais precisão e acerto, os terminais operam em sintonia tecnológica, as informações são obtidas e trocadas de forma simples, os sistemas se comunicam, o acesso é inteligente e a gestão passa a ser feita através de indicadores dinâmicos online e em tempo real.

Enfim, a logística 4.0 é uma realidade que veio para suprir as novas demandas do setor industrial e proporcionar diversas vantagens a todas as empresas envolvidas na cadeia de suprimentos e, principalmente, uma melhor experiência de compra ao cliente.

Os empreendedores devem estar preparados para mudar e se adaptar aos novos desafios que o mercado impõe. Por essa razão, a realização de investimentos em infraestrutura e tecnologia é fundamental.


voltar