Financiamentos de veículos têm alta de 6,8% em 2021, diz B3
Compartilhe:

As vendas financiadas de veículos em 2021 somaram 5,9 milhões de unidades, entre novos e usados, incluindo motos, autos leves e pesados, segundo dados da B3. O número representa crescimento de 6,8% em relação ao ano de 2020.

Os destaques de 2021 foram os segmentos de veículos pesados e de motos, com crescimento de 18% e 17,6% respectivamente. Já o segmento de veículos leves teve alta de 4%.

Os financiamentos de veículos usados correspondem a 70% do total e registraram aumento de 10,7% em comparação ao ano anterior. Os autos leves com maior tempo de uso foram os que tiveram maior procura. A faixa de uso entre 9 e 12 anos teve aumento de 31,5%, enquanto os veículos leves com mais de 12 anos de uso registraram aumento de 71,4% nos financiamentos.

Os veículos novos registraram queda de 1,4% no total de financiamentos. Entre eles, a categoria de autos leves teve queda de 15%. No financiamento de um carro zero, em dezembro, o prazo médio foi de 42,6 meses.

O Sudeste respondeu por 44,8% dos financiamentos de veículos em 2021, seguido por Sul (21,5%), Nordeste (16,9%), Centro-Oeste (10,4%) e Norte (6,4%).

“Em 2020, os financiamentos de veículos sofreram uma queda brusca, devido à pandemia de covid-19 e, em 2021, vimos uma melhora neste cenário, principalmente no primeiro semestre. O impacto na venda de veículos novos ao longo do ano, principalmente devido à escassez global de semicondutores, freou um crescimento mais forte em 2021”, comenta em nota Tatiana Masumoto Costa, superintendente de Planejamento da B3.

A B3 opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), a maior base privada do País, que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil.


voltar