+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
Novas práticas para o preço do diesel
Data – hora / Fonte

A Petrobras anunciou, no último dia 26, uma nova periodicidade para os ajustes de preço do diesel, que agora passarão a ser reajustados por períodos não inferiores a 15 dias. Inclusive a empresa, sempre questionada sobre a sua política de preços, divulgou uma pesquisa abrangendo 163 países – através da Globalpetrolprices.com – que revela que o preço do diesel ao consumidor final no Brasil é 18% inferior à média global e ocupa a 57º posição, sendo, portanto, inferior aos preços observados em 106 países.

Outra medida anunciada pela estatal é o desenvolvimento, para implantação em um período estimado de 90 dias, um cartão de pagamentos que viabilizará a compra por caminhoneiros de litros de diesel a preço fixo nos postos com a bandeira BR.  O denominado ‘Cartão Caminhoneiro’ servirá como uma opção de proteção da volatilidade de preços, garantindo assim a estabilidade durante a realização de viagens.

A Confederação Nacional do Transporte – CNT se manifestou através do seu presidente, Vander Costa.  “Para o planejamento do custo do frete, o ideal seria um prazo maior, no entanto, consideramos positiva a sinalização dada pela Petrobras, que se mostra sensível à situação dos transportadores e do país”, disse.

Vale lembrar que foi justamente a volatilidade do preço do diesel que desencadeou a greve dos caminhoneiros do ano passado e que medidas como essas ajudam a minimizar uma possível nova paralisação dos motoristas autônomos.

O que o SETCESP espera é uma gestão de preços de combustíveis justa e condizente com a realidade dos transportadores de modo geral, e que essas e outras medidas sejam tomadas em prol do setor transportador que conta com esse insumo fundamental para as suas operações.


voltar