Confira o Relatório de Análise Técnica do IPTC
Compartilhe:

Relatório apresenta Política Nacional de Piso Mínimo do Transporte Rodoviário de Cargas (PNPM-TRC)

O Instituto Paulista do Transporte de Carga (IPTC), a pedido do SETCESP, realizou o Relatório de Análise Técnica sobre a Política Nacional de Piso Mínimo do Transporte Rodoviário de Cargas (PNPM-TRC).

Elaborado pelo diretor executivo do IPTC, Fernando Zingler, o relatório mostra o aumento da Resolução 5.867/2020, da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), publicada originalmente no Diário Oficial da União no dia 16 de janeiro.

Dividida em 10 seções, é possível analisar que a carga geral teve um aumento médio de 13,10%, enquanto a carga geral perigoso alcançou um índice de 13,15%.

Já a carga líquida a granel conseguiu chegar 12,94% e a carga líquida perigosa a granel, em 10,72%.

A carga sólida a granel quase alcançou os 13% e a carga sólida perigosa a granel teve um aumento médio de 12,35%.

Com 14,98%, a cargas frigorificada passou a porcentagem da frigorificada perigosa que, por sua vez, ficou com 14,71%.

Por fim, a carga conteinerizada chegou a média de 12,22% e a carga conteinerizada perigoso, 12,30%.

Confira o relatório completo aqui.


voltar