+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
01 de Fevereiro de 2019 – 16h52 horas / Braspress

Braspress, tradicional empresa de Encomendas –  ampliando a sua frota e com foco no mercado Farma – adquiriu 30 novos veículos MBB Atego 1419 com baús frigoríficos e equipamentos de refrigeração   para atender a distribuição de produtos com temperatura controlada.

 

Segundo o Diretor Presidente da Organização, Urubatan Helou, a Braspress atua no transporte de medicamentos, insumos e correlatos no mais absoluto estado da arte, não somente no cumprimento da legislação sanitária, bem como adotando procedimentos ímpares no mercado.

 

‘’Esta qualidade com seus indicadores é o que a Braspress repassa aos clientes no tratamento das cargas Farma’’, concluiu o Diretor Presidente da Companhia.

 

Daniela Teixeira, Gerente responsável pela Divisão Farma na Organização, explica que o segmento exige muitos cuidados específicos. ‘’Afinal é a saúde dos brasileiros que está em jogo, e essa logística deve ser executada cuidadosamente, por isso toda atenção é importante’’, explicou.

 

A Braspress é parte integrante dessa cadeia logística, unindo a indústria – distribuidor – varejo farmacêutico, com atendimento em todo o Brasil, inclusive no segmento rodo-aéreo com a Divisão Aeropress.

 

‘’Possuímos condições necessárias para atender nossos clientes de acordo com as normas da ANVISA, prezando sempre por qualidade e responsabilidade, que é um item importantíssimo no transporte de medicamentos’’, explicou a profissional.

 

Além disso, a Braspress conta com uma estrutura robusta, com capilaridade em todo o território nacional, rastreabilidade e a conservação correta da carga.

 

‘’Esses novos veículos vem de encontro a uma demanda cada vez mais crescente no mercado farmacêutico que é o monitoramento da temperatura dos produtos até o distribuidor final, e prevista na consulta pública 343/2017 que estabelece os requisitos de Boas Práticas de Distribuição e Armazenagem e Boas Práticas de Transporte de Medicamentos, todos os veículos também estão sendo qualificados para o transporte de carga refrigerada (2°C a 8°C)’’, finalizou Daniela.


voltar