+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
Arrecadação no Brasil sobe 1,28% e tem melhor abril em 5 anos

Receita administrada por outros órgãos, que é fundamentalmente puxada pela arrecadação com royalties do petróleo, teve uma alta de 24,82% em abril

A arrecadação do governo federal teve crescimento real de 1,28% em abril sobre igual mês de 2018, a 139,030 bilhões de reais, melhor desempenho para o período em cinco anos, impulsionado pela receita com royalties do petróleo, informou a Receita Federal na última quinta-feira.

CONTAS PÚBLICAS 

Arrecadação no Brasil sobe 1,28% e tem melhor abril em 5 anos

Receita administrada por outros órgãos, que é fundamentalmente puxada pela arrecadação com royalties do petróleo, teve uma alta de 24,82% em abril

Arrecadação no Brasil sobe 1,28% e tem melhor abril em 5 anos FOTO: DREAMSTIME REUTERS • Publicado em 23/05/19 às 11:18

A arrecadação do governo federal teve crescimento real de 1,28% em abril sobre igual mês de 2018, a 139,030 bilhões de reais, melhor desempenho para o período em cinco anos, impulsionado pela receita com royalties do petróleo, informou a Receita Federal nesta última quinta-feira.

O dado veio em linha com expectativa de uma arrecadação de 138 bilhões de reais apontada por analistas em pesquisa Reuters, perdendo apenas para o mesmo mês de 2014 (140,487 bilhões de reais) na série da Receita corrigida pela inflação.

A receita administrada por outros órgãos, que é fundamentalmente puxada pela arrecadação com royalties do petróleo, teve uma alta de 24,82% em abril, já descontada a inflação, a 11,030 bilhões de reais.

Esse movimento acabou puxando a arrecadação total para o azul. Isso porque as receitas administradas pela Receita Federal, que compreendem os recursos levantados com impostos, sofreram uma queda real de 0,34 % na mesma base, a 127,999 bilhões de reais.

Em apresentação, a Receita lembrou que as receitas administradas pelo órgão foram afetadas pela forte base de comparação.

No mesmo mês do ano passado, elas haviam sido ajudadas pela arrecadação com o Refis e com maiores alíquotas de PIS/Cofins e Cide sobre o diesel, justificou.

Desconsiderados esses fatores, a arrecadação das receitas administradas pela Receita teria exibido uma alta de 0,48% em abril sobre igual mês do ano passado.

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, a arrecadação teve um crescimento real de 1,14%, a 524,371 bilhões de reais. Este também foi o melhor desempenho para o período desde 2014 (536,113 bilhões de reais).


voltar