+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
Combustível influencia na queda da inflação de julho

A queda na carestia em julho foi puxada, principalmente, pelos preços dos combustíveis. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o recuo foi de 2,79% no mês, em especial por conta da gasolina, que caiu 2,8%, com reflexo de 0,12 ponto percentual o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no período.

Nesta quinta-feira (8/8), levantamento do Correio mostrou que grande parte dos postos da Asa Norte negociava gasolina comum a R$ 3,93. Já na Asa Sul, o preço médio encontrado foi de R$ 3,99, valores que não apresentam alteração em relação à última semana. O menor preço encontrado foi no Petrolino de Taguatinga Centro, onde o combustível era vendido a R$ 3,87. Na EPTG, Vtex tinha combustível por R$ 3,89. O valor mais alto encontrado foi no Petrobras da 214 Norte, R$ 4,29. (Confira a tabela abaixo)

Apesar da queda nos preços, ainda há reclamação dos consumidores. Para o motorista de aplicativo Luiz Antônio Almeida, 42 anos, é difícil conviver com essa oscilação de valores nos postos. “Se o preço se mantivesse, seria ótimo, porque eu geralmente encho o tanque duas vezes por semana”, afirmou.  Ele contou que gasta quase R$ 2 mil por mês com combustível, e que, na ponta do lápis, encontra dificuldade de fechar as contas. “Combustível é o que pesa mais no meu orçamento e tenho muita pendência com as despesas de casa”, disse. Para conseguir pagar tudo, com esse preço da gasolina, ele contou que evita sair aos fins de semana.

Já a advogada Elaine Pinheiro, 43, monitora os preços da gasolina comum nos postos do Plano Piloto, onde vive a rotina entre o trabalho, os filhos, supermercados e o seu lazer. “A gasolina ainda está muito cara e, por isso, eu decidi usar o etanol. A gasolina oscila muito, uma hora o preço tá bom e daqui a pouco aumenta. Nós que usamos muito o carro durante o dia, se formos calcular, é um valor considerável no fim do mês”, disse.

Variação dos preços no DF (em reais)

Postos  –  5/8/19  –  8/8/19

Petrobras – Posto da Lava Jato  –  3,989  –  3,989

Petrobras – Eixo W 106 Sul  –  3,999  –  3,999

Petrobras – Eixo W 109 Sul  –  3,999  –  3,999

Petrobras – Eixo L 214 Sul  –  3,990 –  3,990

Petrobras – Eixo L 212 Sul  –  3,999  –  3,999

JarJour – Eixo L 210 Sul  –  3,999  –  3,989

Petrobras – Eixo L 207 Sul  –  3,999  –  3,989

PB – Eixo L 206 Sul  –  3,999  –  3,989

Melhor – Eixo L 204 Sul  –  3,989  –  3,989

Petrobras – Eixo L 202 Sul  –  3,989  –  3,989

Ipiranga – Eixo L 204 Norte  –  3,999  –  3,999

JarJour – Eixo L 206 Norte  –  3,939  –  3,939

Petrobras – Eixo L 208 Norte  –  3,939  –  3,939

Ipiranga – Eixo L 210 Norte  –  3,939  –  3,939

Shell – Eixo L 212 Norte  –  3,939  –  3,939

Petrobras – Eixo L 214 Norte  –  4,299  –  4,299

Ipiranga – Eixo W 115 Norte  –  3,939  –  3,939

Petrobras – Eixo W 113 Norte  –  3,939  –  3,939

Ipiranga – Eixo W 112 Norte  –  3,939 – 3,939

Petrobras – Eixo W 107 Norte  –  3,939  –  3,939

Petrobras – Eixo W 103 Norte  –  3,939  –  3,939

Petrobras – SIG Quadra 3  –  3,959  –  3,959

Shell – SIG Quadra 3  –  3,959  –  3,959

Garantia – EPTG  –  3,999  –  3,899

Vtex – EPTG  –  3,997  –  3,897

Ipiranga – EPTG  –  3,999  –  3,899

Petrolino – Taguatinga Centro  –  3,959 –  3,879

Nenen’s – Taguatinga Centro  –  3,990  –  3,950

Shell – Taguatinga Centro  –  3,999  –  3,999

Petrobras –  SIA Trecho 1  –  3,899  –  3,899

Petrobras – Taguatinga Centro  –  3,999  –  X

Petrobras –  SIA Trecho 1  –  3,974  –  X


voltar