(11) 2632-1000
Escolha uma Página
06 de Novembro de 2017 – 04h50 horas / Gazeta de Taubaté

A rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, foi considerada uma das áreas de maior risco para o transporte de carga no país, de acordo com estudo feito pelo comitê do setor de cargas do Reino Unido, Joint Cargo Committee Annual Cargo Forum, divulgado este ano.

 

O corredor que corta a região do Vale do Paraíba é responsável pelo transporte de 50% do PIB (Produto Interno Bruto), do país.

 

A pesquisa sinalizou que os trechos de maior risco estão na BR-116, entre São Paulo e Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro, SP-330, entre Uberaba e Santos, e BR-050, entre Brasília e Santos.

 

O Brasil ficou em oitavo lugar no ranking dos 57 países listados pelo comitê, em que há maior risco para transporte de mercadorias. O país foi avaliado com classificação de risco ‘muito alto’ para a atividade de transporte.

 

A avaliação do comitê revelou ainda que o Brasil está atrás de países em guerra, como a Síria, e é seguido de perto pelo México. A prática criminosa alavancou o mercado de rastreadores de carga, que cresceu 68% em um ano.

 

ROTA REGIONAL/ O índice de roubo de carga cresceu 12 % na RMVale nestes primeiros nove meses de 2017, em comparação com o mesmo período de 2016, passando de 155 para 174, conforme divulgou a Secretaria de Segurança Pública do Estado de SP.


voltar