+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
11 de Março de 2014 – 02h39 horas / Valor

Em janeiro de 2014, o maior exportador entre os estados brasileiros foi São Paulo (US$ 3,866 bilhões), acompanhado por Minas Gerais (US$ 2,602 bilhões) e Rio de Janeiro (US$ 1,572 bilhão). Em seguida, aparecem Pará (US$ 1,315 bilhão) e Rio Grande do Sul (US$ 1,077 bilhão). O estado brasileiro que registrou o maior superávit na balança comercial foi Minas Gerais, com saldo de US$ 1,627 bilhão. Na sequência, aparecem os estados de Pará (US$ 1,258 bilhão), Mato Grosso (US$ 687 milhões), Rio Grande do Sul (US$ 345 milhões) e Espírito Santo (US$ 243 milhões).


Os estados mais deficitários, no mês, foram: São Paulo (US$ 3,861 bilhões), Amazonas (US$ 1,256 bilhão), Santa Catarina (US$ 875 milhões), Pernambuco (US$ 677 milhões) e Rio de Janeiro (US$ 570 milhões). Nas importações, São Paulo (US$ 7,728 bilhões) foi o estado que mais fez compras no exterior em janeiro, seguido de Rio de Janeiro (US$ 2,143 bilhões), Santa Catarina (US$ 1,434 bilhão), Amazonas (US$ 1,329 bilhão) e Paraná (US$ 1,217 bilhão


Queda no movimento do Porto de Santos


A movimentação de cargas pelo Porto de Santos em janeiro deste ano registrou queda de 13.6%, determinada pela baixa demanda de exportação que acusou diminuição de 19,2%. O total do mês atingiu 6.893.156 toneladas. Com 4.288.614 t, as exportações participaram, no mês, com 62.2% no total de cargas movimentadas pelo porto e as importações, que atingiram 2.604.542 t, com 37,8%. As cargas de exportações apresentaram redução, provocada pela diminuição nos embarques de açúcar (1,8%), complexo soja (17,1%), milho (46,7%), álcool (52,4%), óleo combustível (41,6%) e sucos cítricos (26,6%). Os embarques de outras cargas apresentaram aumento, tais como a celulose (5,8%), totalizando 193.997 t, o café em grãos (26,5%), com 89.994 t, e as carnes congeladas (4,0%), somando 64.046 t.


Fluxo cambial negativo em fevereiro


O Banco Central (BC) registrou mais saídas que entradas de dólares no país, em fevereiro. O saldo negativo do fluxo cambial ficou em US$ 1,856 bilhão no mês passado, depois do resultado positivo registrado em janeiro (US$ 1,610 bilhão). O resultado negativo veio do fluxo comercial (operações de câmbio relacionadas a exportações e importações), com déficit de US$ 2,129 bilhões, no mês passado. O fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) registrou saldo positivo de US$ 272 milhões.


Queda nas exportações para a Ucrânia


Com a crise na Ucrânia, as exportações brasileiras para aquele país tiveram redução de 60% nos dois primeiros meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2013. As importações recuaram 67% no mesmo período. No mês de fevereiro, as vendas externas somaram US$ 4 bilhões contra US$ 26 bilhões no mesmo mês do ano passado, um recuo de 84%.


Marcas do BtoBe têm presença mundial


O ano de 2014 já começa favorável em termos de negócios para a moda brasileira no mercado internacional. Quatro marcas da incubadora de talentos BtoBe (Brazilians to Be) – Der Metropol, Gralias, Trendt e Karin Feller – chegam a 15 lojas japonesas a partir do próximo mês. Os contatos aconteceram durante Who’s Next de Paris, em janeiro. Durante os quatro dias de feira, as participantes apoiadas pelo Texbrasil (Programa de Internacionalização da Indústria da Moda Brasileira, realizado pela Abit em parceria com a Apex-Brasil) realizaram vendas ainda para Espanha, Turquia, Estados Unidos e Arábia Saudita.


Feira do Polo Naval em Rio Grande


Discutir e promover os desafios, inovações e as oportunidades da indústria oceânica. Esse é o objetivo da Feira do Polo Naval, que ocorre de 11 a 14 de março, no Centro Integrado de Desenvolvimento e Estudos Costeiros (Cidec-Sul) da Universidade Federal do Rio Grande – FURG, em Rio Grande (RS). O evento reúne as principais empresas do setor naval e offshore em 4.800 m², 250 estandes e atividades paralelas que apresentam 165 palestrantes nacionais e internacionais.


Exportação de carne aumenta em janeiro


A exportação de carne bovina apontou um volume de exportação de 130,4 mil toneladas e faturamento de US$ 555,8 milhões em janeiro/2014. O crescimento foi de 11,7% em volume e 7,4% em faturamento em comparação com janeiro/2013. “Temos uma expectativa positiva para este país no decorrer do ano. Um sinal do potencial deste mercado é que, só em janeiro, os clientes iranianos já importaram mais de um quarto do total de todo o ano passado”, destacou Antônio Jorge Camardelli, presidente da Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne). No ranking dos dez principais mercados da carne no mundo, o destaque foi para o Irã, que teve um faturamento 11 vezes maior comparado ao mesmo período do ano anterior, subindo de US$ 5,1 milhões para US$ 56,4 milhões.


voltar