(11) 2632-1000
Escolha uma Página
Prefeitura lança plataforma de dados sobre acidentes de trânsito em São Paulo
18 de Setembro de 2018 – 15h59 horas / CET

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) lançou nesta segunda-feira (17) uma nova plataforma para a visualização de dados relacionados a acidentes de trânsito na cidade de São Paulo. Chamada de Vida Segura, a ferramenta criada pelo Banco Mundial foi adaptada para a SMT pela Iniciativa Bloomberg para a Segurança Global no Trânsito, com base nos dados consolidados de acidentes fatais e com vítimas da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Com o novo programa, qualquer pessoa terá acesso ao banco de acidentes de trânsito da cidade dos últimos três anos (2015, 2016 e 2017) de maneira interativa e de fácil pesquisa.

 

O lançamento, realizado durante o seminário o Futuro da Mobilidade Segura, na biblioteca Mário de Andrade, abriu a Semana da Mobilidade 2018 em São Paulo, movimento que pretende conscientizar o cidadão sobre a responsabilidade no trânsito, que acontece entre os dias 18 e 25 de setembro.

 

Este ano, o tema escolhido é “Todos Somos Pedestres”, alinhado com o 10° Prêmio CET de Educação no Trânsito. “Nós queremos convidar a sociedade civil a refletir sobre os deslocamentos do dia a dia, propondo formas de experimentar novas maneiras de se locomover, de compartilhar modos de transporte e de praticar a integração entre eles”, ressalta João Octaviano Machado Neto, secretário municipal de Mobilidade e Transportes.

 

A Prefeitura de São Paulo tem adotado nesta gestão medidas para a segurança viária, principalmente para os pedestres. Os dados de acidentes já são utilizados pela CET para análise de pontos críticos na cidade e norteiam o planejamento de ações para proteção à vida e redução de acidentes. Essa nova plataforma será uma importante ferramenta para tornar ainda mais dinâmica essa tomada de ações e o planejamento pontual em regiões que registram elevados índices de acidentes.

 

Produzido em código aberto, o Vida Segura é uma adaptação do DRIVER (Data for Road Incident Visualization, Evaluation, and Reporting), projeto conjunto entre o Banco Mundial – parceiro da Iniciativa Bloomberg – e a Azavea, uma empresa norte-americana de geoprocessamento e aplicações web.

 

A plataforma é mais uma medida que reforça a transparência ativa com relação aos dados coletados pela cidade. O usuário poderá analisar as informações de acidentes de trânsito na cidade, como gênero, idade, local e horário, além de identificar pontos críticos e fazer recortes geográficos a partir do histórico de ocorrências por Distritos Administrativos e Subprefeituras. Todas as informações ficarão disponíveis para download. O sistema utiliza os dados consolidados da CET sobre acidentes, usando a mesma metodologia desde 1979, que leva em conta os dados dos Boletins de Ocorrência, permitindo uma base sólida de pesquisa.

 

Para utilizar o Vida Segura basta acessar o endereço https://vidasegura.prefeitura.sp.gov.br/plataforma/.

 

Vida Segura

Em maio de 2018, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes anunciou o Programa Vida Segura, adotando o conceito de Visão Zero, que parte da premissa de que nenhuma morte é aceitável no trânsito. Criado na Suécia em 1997, o Visão Zero já é usado como referência para a implementação de um plano de segurança viária de longo prazo em cidades como Nova York, Cidade do México, Bogotá e, mais recentemente, São Paulo. O Programa Vida Segura inclui ações já em desenvolvimento pela Secretaria como Pedestre Seguro, Marginal Segura, M’Boi Segura, Celso Garcia Segura, Ruas Completas, controle da velocidade dos ônibus em 50 km por hora, Sexta sem Carro e Áreas Calmas.

 

A Semana da Mobilidade conta com uma programação com diversos eventos promovidos pelo poder público e pela iniciativa privada. A agenda completa pode ser acompanhada pelo site http://semanadamobilidade.prefeitura.sp.gov.br.

 

A ação é promovida pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) – por meio da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), São Paulo Transporte (SPTrans), Departamento de Transportes Públicos (DTP) e Departamento Operação do Sistema Viário (DSV) – em conjunto com as secretarias municipais de Educação e Direitos Humanos e Cidadania.


voltar