+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
23 de Setembro de 2016 – 05h16 horas / CNT

O potencial de investimentos no Brasil foi destacado na quarta-feira (21), no Pavilhão Brasileiro Brazil on Rails, na InnoTrans, a maior feira metroferroviária do mundo, que está sendo realizada nesta semana em Berlim, na Alemanha. O seminário reuniu mais de 100 empresários, representantes de órgãos governamentais e entidades de classe do Brasil, e visitantes da InnoTrans.

 

A necessidade do desenvolvimento da infraestrutura de transporte e logística no país e de parcerias com investidores foram alguns dos pontos abordados pelo diretor internacional da CNT (Confederação Nacional do Transporte), Harley Andrade, durante o seminário. “O Brasil carece de investimentos em infraestrutura de transporte, não só de ferrovias, mas em todos os modais. O Brasil é um país de dimensões continentais e é muito importante que tenhamos um investimento maciço em transporte”, disse o diretor.

 

Harley Andrade também reforçou que, segundo o Plano CNT de Transporte e Logística 2014, são necessários R$ 1 trilhão em investimentos para mudar a malha de infraestrutura de transporte nacional, com ampliações e reformas. “O governo investe R$ 20 bilhões por ano no setor de transporte, valor dedicado no orçamento. Dentro desse montante, não consegue gastar nem 70% dado aos diversos fatores, como burocracia, dificuldade de licitar e alocar recursos. O investidor estrangeiro é necessário e precisa ir para o Brasil, precisa investir, precisa ser atrativo para que ele possa ter retorno”, destacou o executivo da CNT.

 

O diretor-executivo do escritório da CNT na Alemanha, Thiago Ramos, também participou do seminário do Pavilhão Brasileiro. “É mais uma possibilidade que temos de mostrar a nossa atuação e aquilo que pretendemos trazer para o Brasil. Sem uma visibilidade como esta, não teremos possibilidade de conquistar os objetivos, principalmente atração de investimento e tecnologia. Esse evento é um dos principais cenários de visibilidade, de mostrarmos as ações e fazermos conexões”, explicou Ramos.

 

O diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Jorge Bastos, apresentou um vídeo institucional sobre a Agência e fez uma palestra sobre o panorama do transporte ferroviário de carga do Brasil. Ele destacou a importância do Pavilhão Brasileiro na InnoTrans ao afirmar que “é de suma importância e conseguimos expor nossos projetos ferroviários no Brasil para os próximos anos”. “Um dos focos do Brasil, hoje, é a interoperabilidade nas ferrovias, além das propostas que o governo nos enviou recentemente através da reunião do PPI (Programa de Parceria de Investimentos), que são as novas concessões que estão para ser licitadas, como a Ferrovia Norte-Sul. É importante que o mercado entenda como o governo brasileiro está propondo fazer essas concessões. A agência vai dar garantias para que esses contratos sejam cumpridos, fielmente, até o final”, explicou Jorge Bastos.

 

O idealizador do estande Brazil on Rails, Rodrigo Vilaça, que também é presidente da Seção de Transporte Ferroviário de Carga e Passageiros da CNT e diretor da ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos); o presidente da Abifer (Associação Brasileira da Indústria Ferroviária), Vicente Abate; e Cristina Kerr, CEO da CKZ Eventos e responsável pelo Pavilhão Brasileiro, também participaram do seminário.

 

Sobre o Pavilhão Brasileiro e InnoTrans

 

A InnoTrans começou no dia 20 e segue até 23 de setembro, em Berlim, na Alemanha. Na última edição, foram 28 pavilhões com mais de 2,7 mil expositores de 55 países e mais de 130 mil visitantes. A feira é uma plataforma para networking entre fornecedores nacionais e internacionais e compradores dos setores de transporte ferroviário de carga e passageiros.

 

O Projeto Brazil on Rail faz parte da InnoTrans desde 2010 e reúne no Pavilhão Brasileiro mais de 30 empresas e 100 executivos.


voltar