(11) 2632-1000
Escolha uma Página
07 de Março de 2017 – 03h34 horas / Folhamax

Empresários e lideranças do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas em Mato Grosso (Sindmat) estiveram reunidos na tarde de segunda-feira (06.03) com representantes da Segurança Pública para debater a atuação preventiva e repressiva quanto aos roubos e furtos de cargas do Estado.


Dados da coordenadoria de Estatísticas e Análise Criminal (Ceac) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) apontam que, no acumulado das ocorrências registradas no período de 2014 a fevereiro de 2017 relacionadas a roubo e furto de carga, 42% se tratam de saque, sendo a maior parte registrada em vias públicas.


Outros 30% dos registros do acumulado do período tratam-se de roubo e 28% de furto. Os principais materiais roubados e furtados são grãos (34%) e produtos do gênero alimentício (12%).


Dentre as medidas que serão adotadas para o combate ao crime está o estreitamento entre lideranças do sindicato com as forças de segurança. O objetivo é garantir uma pronta resposta a estes crimes.


Na reunião também foi apresentada uma proposta do Procedimento Operacional Padrão (POP) de roubo e furto de carga elaborado pelo Centro Integrado de Comando e Controle. O objetivo do POP é tornar mais eficiente o trabalho da Sesp no enfrentamento ao crime de roubo e furto de cargas nas rodovias municipais, estaduais e federais.


voltar