+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
18 de Abril de 2017 – 05h06 horas / Agência CNT

As concessionárias de ferrovia Rumo, MRS Logística e Ferrovia Centro-Atlântica (VLI) atuarão juntas para identificar e solucionar gargalos da operação na Baixada Santista, em São Paulo. Para isso, assinaram, na última quarta-feira (12), um Memorando de Entendimentos, documento de cooperação mútua para o desenvolvimento do chamado Projeto Ferradura. As três concessionárias mantêm operação conjunta na região.


Com prazo de dois anos, a inciativa espera obter como resultados aumento da capacidade de descarga dos pátios e dos terminais; aumento da fluidez da operação ferroviária, a partir da unificação dos modelos operacionais das concessionárias; modernização dos métodos de planejamento e gestão integradas das operações; identificação de soluções que não transfiram gargalos para outros trechos.


Segundo a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), a partir da assinatura do documento as concessionárias também debaterão um modelo tarifário que terá como características a geração de valor para o negócio; a inexistência de subsídios cruzados (cada cliente paga suas contas); o enfrentamento de possíveis conflitos e a previsão de utilização de faixas tarifárias para premiar o aumento do volume transportado com gerenciamento adequado dos riscos desde que não sejam necessários investimentos adicionais vultosos.


Com isso, espera-se obter a modicidade tarifária, com a utilização dos conceitos de neutralidade competitiva, de não discriminação, além da remuneração de novos investimentos demandados por cliente específico por meio do incremento da tarifa.


A cerimônia para a assinatura do memorando ocorreu na sede da ANTT, em Brasília (DF).


voltar