+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
04 de Agosto de 2017 – 02h48 horas / Portal NTC

O crescimento de 8,2% das vendas de caminhões em julho sobre junho não foi suficiente para conter a sangria do setor de pesados: os emplacamentos anotaram queda de 13,7% no acumulado de janeiro até julho com quase 26 mil unidades, de acordo com dados divulgados na terça-feira, 1º, pela Fenabrave, que reúne o setor de distribuição.

 

Julho, que teve pouco mais de 4,52 mil unidades licenciadas, embora tenha apresentado desempenho positivo sobre junho, que teve 4,18 mil, não chegou ao patamar dos 4,68 mil caminhões de julho do ano passado, portanto, queda de 3,3% no comparativo anual.

No segmento de ônibus o cenário ainda é pior: houve queda generalizada nos diferentes comparativos. No acumulado dos sete meses do ano, as vendas de chassis não passaram de 7,93 mil unidades, volume 11% menor que o verificado há um ano, quando o segmento emplacou 8,91 mil unidades em igual período.


Em julho, com apenas 1.466 ônibus vendidos, houve retração de 6,1% sobre junho, que teve 1.562 unidades. Sobre julho de 2016, o recuo é de 24,7%: naquele mês, foram emplacados 1.947 unidades.

Na somatória dos dois segmentos, o setor de pesados encerrou os sete meses completos do ano com 33,9 mil veículos, 13,1% menos do que em mesmo período de 2016, quando havia mais de 39 emplacamentos registrados.


voltar