(11) 2632-1000
Escolha uma Página
18 de Julho de 2017 – 04h18 horas / Estadão

Nos seis primeiros meses do ano, a indústria de veículos pesados produziu 36.021 caminhões, expansão de 15,3% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o volume fabricado somou 31.235 unidades. Os dados são da Anfavea, a Associação Nacional dos fabricantes de Veículos Automotores.

 

Somente em junho, saíram das linhas de montagem 6.797 veículos, crescimento de 22% sobre as 5.570 unidades montadas no mesmo mês do ano passado. O volume registrado, porém, foi 10,3% inferior ao de maio, de 7.576 caminhões.

 

O desempenho positivo da produção reflete o resultado do crescimento das exportações. No primeiro semestre do ano, as remessas acumularam alta de 45,4%, para 13.631 caminhões entregues para mercados externos contra 9.376 unidades envidas um ano antes.

 

Em junho o volume negociado no comércio externo chegou a 2.784 caminhões, 62% acima do registrado no mesmo do mesmo mês de 2016, quando as remessas somaram 1.716. O resultado também foi 9,9% superior em relação a maio, quando 2.534 caminhões seguiram para fora do país.

 

O mercado interno de caminhões, no entanto, ainda atravessa dificuldades, embora já apresente sinais de estabilidade. De janeiro a junho, o varejo comprou 21.457 unidades, recuo de 16,1% na comparação com os seis primeiros meses do ano passado, quando foram licenciados 25.588 caminhões.

 

No sexto mês do ano ganharam as ruas 4.218 veículos pesados de carga, leve alta de 0,4% sobre junho de 2016, quando registrou vendas de 4.200 unidades, e 2,8% acima do licenciamento de maio, de 4.105 unidades.


voltar