+55 (11) 2632-1000
Escolha uma Página
13 de Março de 2017 – 04h09 horas / InfraRoi

O agrobusiness novamente aparece no radar de salvador da pátria do país. Agora, a bola da vez é o Porto de Santos, que mostrou uma redução de 16% nas exportações em suas operações em janeiro desse ano em relação a 2016. Nem o aumento de 19% das importações contrabalançou o processo, pois praticamente 64% das operações do porto estão concentradas em exportação.


“O cenário, no entanto, é otimista”, analisa o presidente da Codesp, Alex Oliva, lembrando que o Porto de Santos tende a se beneficiar com os resultados positivos da safra de grãos 2016/2017, com estimativa de recorde histórico para o país, num aumento de aproximadamente 15% em relação à safra anterior.


Segundo ele, o Porto de Santos deverá encerrar 2017 com um movimento em torno de 121 milhões de toneladas, um aumento de 6,3% em relação a 2016. O processo começa com o escoamento da soja: beneficiada pela elevação dos preços, pela demanda internacional ainda elevada e por condições climáticas mais favoráveis, a safra nacional deve apresentar novo recorde, com crescimento médio estimado de 8,7%.


As operações com contêineres registraram 279,978 mil TEU em janeiro desse ano, apontando aumento de 4,0%. Considerando-se a tonelagem movimentada, o crescimento foi ainda mais expressivo, chegando a 9,3%, com 3,139 milhões de toneladas. O total de contêineres em unidades teve incremento de 3,2% com 132,026 mil unidades operadas. Já o número de navios atracados apresentou redução de 8,9% em janeiro, com registro de 360 embarcações.


voltar